sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Bolo-pudim de laranja



Eu podia apelar à teoria do prato desconstruído, mas era muita aldrabice.
Esta malfadada torta anda a dar-me cabo do juízo. Já a fiz montes de vezes e nada! A receita é do José Avillez, mas comigo não resulta. É boa, o sabor é delicioso mas não dá para enrolar, portanto, fica a ser uma receita de bolo-pudim!
Se a fizerem não enrolem. Ou então enrolem e se conseguirem venham cá chamar-me aselha!

Ingredientes:
12 ovos
1/2 kg de açúcar
500 ml de sumo de laranja (cerca de 6 laranjas)
Raspa de 4 laranja
2 colheres de sopa de maizena

Esprema as laranjas e coe o sumo.
Desfaça a maizena num pouco de sumo de laranja e reserve.
Bata os ovos.
Junte o sumo, o açúcar e a maizena aos ovos e mexa.
Junte a raspa e mexa novamente.
Barre folha de papel vegetal com manteiga e coloque num tabuleiro.
Passe o preparado por um coador diretamente para o tabuleiro.
Leve a forno pré aquecido a 170º durante 15 minutos*.
(*Aqui começa o primeiro problema desta receita. Segundo o Avillez, apesar do preparado ficar muito liquido este tempo é o suficiente para a massa cozer. Eu já vi o programa, já li a receita e é sempre o mesmo tempo e a mesma temperatura em todo o lado. A verdade é que ao fim deste tempo a massa continua liquida! Desta vez ficou 45m no forno, os ultimo 25 a 190º e mesmo assim não deu para enrolar!)
Não ficou bem enrolada, mas acabei por conseguir fatiar e servir com creme mascarpone e hortelã! Fica mesmo delicioso e passa a ser um bolo-pudim em vez de torta.
Bom apetite!


20 comentários:

  1. Ficou lindo... e deve estar tão saboroso!
    Beijinho e bom carnaval

    ResponderEliminar
  2. A minha receita (da minha mãe, melhor dizendo!) é igual a esta mas em metade e nem sequer leva farinha :-) Engraçado que estive a ver e é mesmo metade de tudo (exceto a farinha), e realmente leva muito pouco tempo no forno e enrola-se bem, hás de experimentar reduzir as quantidades.

    ResponderEliminar
  3. Ficou uma maravilha, mesmo como eu gosto, com muitos ovinhos.
    Bjs, Susana

    ResponderEliminar
  4. Tenha lá a forma que tiver, é bem tentadora! Bem húmida... como eu gosto :)

    ResponderEliminar
  5. Acho que o aspeto vence a forma...e acredito que o sabor tem ;)
    Tem um ar mesmo apetecível :)
    Beijinhos,

    Vânia
    http://www.coisasecoisinhasdecomerechorarpormais.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Eu queria era ver o Avillez a enrolar a torta à minha frente, isso é que eu queria ah ah ah!
    Obrigada malta. Se alguém a ficer diga como ficou!

    ResponderEliminar
  7. Respostas
    1. Maravilha, maravilha era a dita ficar linda e enrolada. Mas o sabor compensa e dá-se-lhe um nome lindo e pronta já está :-)

      Eliminar
  8. Mas que aspecto fantástico, gostei imenso da cor, bem apetitosa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois a cor eu também gosto e do sabor gosto muito, queria era que a "gaja" enrolasse ah ah ah

      Eliminar
  9. Eu estou tentada a experimentar, mas se tu não consegues enrolar duvido muito que eu consiga. De qualquer forma tem um aspecto delicioso, mesmo!! E isso é que importa, certo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não vou sossegar até atinar com esta. Experimenta eu não consigo mas isso sou eu. Experimenta lá e depois diz-me!

      Eliminar
  10. Há receitas que por vezes não resultam connosco - eu sou muito aselha com omeletes, portanto faço-as desconstruidas = ovos mexidos ahah
    Mas este bolo pudim parece-me muito bom ;)
    http://acozinhadaovelhanegra.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As minhas omoletas também não ficam aquelas coisas de lindas, não! Vamos mas é criar um "blogiú" em sociendade : o canto das aselhas!

      Eliminar
  11. As tortas de laranja são muito dificeis de enrolar, mas, com uma rachinha ou outra, consegue-se. De qualquer modo, está linda e deve ser uma delícia, e isso é que importa.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que vou inventar uma máquina para enrolar tortas de laranja. Ainda fico rica :-)

      Eliminar
  12. Tenho uma receita identica, que tem anos. Era da minha madrinha. Vou procurar e envio-te. Se nao me falha a memória não leva maisena, mas sim farinha de trigo.

    ResponderEliminar
  13. Se aprendi algo com este tipo de receitas, é que é muito importante o tipo de ovos usados e o tipo de dissipação de calor do forno.
    Os ovos prende-se com o facto de quanto maiores forem, mais clara têm e nas receitas que levam pouca ou nenhuma farinha, o preparado fica mais líquido e mais dificilmente adquirirá a consistência necessária.
    No caso do forno, não sei que tipo de difusão de calor foi usado, mais usaria o circulante ou talvez o modo de gratinar.
    Mas não se preocupe que a receita devia estar deliciosa na mesma !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Muito grata fico por estas dicas!
      De facto usei ovos L e não usei a ventilação do forno!
      Lá vou ás laranjas... ou vai ou racha!

      Eliminar