segunda-feira, 28 de abril de 2014

Parceria TeleCulinária

Lembro-me da Teleculinária desde miúda. Não só por ser a mais antiga revista de culinária de Portugal, mas por ser das minhas primeiras fontes de inspiração. Quando, há mais de 20 anos, ia tentando replicar as receitas da revista estava longe de imaginar que, um dia, faria uma parceria com a mesma. Mas fiz! E não podia estar mais orgulhosa.
Em pouco mais de dois meses de blogue, até me custa a acreditar no que tenho alcançado. Obrigada à Dr Margarida Araújo, às edições Plural e à Teleculinária pela confiança. Prometo não defraudar.

Parceria Quinta da Lixa

No passado dia 8 de Abril passei a manhã a conhecer esta empresa sediada bem no coração da Lixa.
Tive oportunidade de conhecer a linha de produção equipada com maquinaria do mais moderno que há, tive oportunidade de conhecer as vinhas, a loja (e a cozinha enorme que lá há e que me deixou cheia de vontade de cozinhar!), mas tive essêncialmente o prazer de conhecer as pessoas que lá trabalham.
Percebe-se perfeitamente na forma como falam daquela empresa como algo de seu, algo que ajudam a construir. Nota-se o orgulho de fazer parte de uma equipa que tem trilhado o seu caminho no mundo dos vinhos e que se impôs na comercialização dos vinhos verdes cá e além fronteiras. É visível o investimento que tem feito em levar o nosso vinho verde pelo mundo, e não é à toa que recebem prémios.
É notório que se trabalha ali com gosto e orgulho e que o trabalho de cada um é reconhecido.
Tive o gosto de conhecer o Sr Óscar, um dos sócios,  também ele apaixonado por gastronomia.
Portanto, é com muito orgulho que anuncio esta parceria com uma empresa que me recebeu de braços abertos.
Deixo fotos que tirei. Para o final do ano está prevista a inauguração de uma unidade hoteleira que está a ser construida numa das quintas. Fiquem atentos que vai ser um belo sitio para passar um fim de semana.



Eu e o Jorge que me recebeu e fez a visita!




sábado, 26 de abril de 2014

Bolo (desgraçadamente bom) de chocolate


Sabem aqueles bolos bem densos e com sabor profundo a chocolate? Daqueles que ficamos na dúvida se é bolo, se é mousse ou se é ambos!? Ou se é, simplesmente, uma tentação encomendada pelo démo para ficar com ancas largas, bem largas!? Eis a receita!

Ingredientes:
375g de chocolate culinária 75% cacau
125g de manteiga sem sal
1 chávena de açúcar mascavado escuro
1/4 de chávena de farinha
1 chávena de amêndoa finamente ralada
2 colheres de sopa de leite
5 ovos

Pré-aquecer o forno a 170º.
Derreter em banho maria a manteiga com o chocolate.
Retirar do lume, juntar o açúcar mascado e mexer bem.
Juntar a amêndoa e mexer.
Acrescentar a farinha e o leite e mexer bem.
Juntar o ovos e voltar a mexer muito bem.

Forrar uma forma sem buraco com papel vegetal. Cubra o fundo e o aro à volta com papel. Para ajudar o papel a aderir barre a forma com um pouco de manteiga e assim o papel colará facilmente.
Coloque o preparado na forma e cubra com papel de aluminio.
Leve ao forno cerca de 40 minutos.
Retire deixe arrefecer um pouco e leve ao frio no minimo umas duas horas.
Na hora de servir cubra o bolo com cacau em pó.
Lambuze-se!


sexta-feira, 25 de abril de 2014

Quadrados de frango e ervas panados no forno


Uma sugestão rápida, saudável e que agrada a miúdos e graúdos.
Não leva gordura e fica mesmo saborosa. Podem servir com uma salada e fica uma refeição leve para o Verão ( que um dia, quem sabe, chegará!).

Ingredientes:
2 peitos de frango do campo
1 ovo
broa de milho
salsa
tomilho
alecrim
casca de 1/4 de limão
1 ovo
sal pimenta qb
sumo de limão

Pré-aqueça o forno a 200º.
Corte os peitos em pedaços uniformes (tipo nuggets).
Tempere com sal, pimenta e sumo de limão. Reserve.
Coloque o miolo da broa num robot e triture finamente.
Junte as ervas, a casca de limão (só a parte amarela) e volte a triturar ligeiramente. Eu gosto das ervas pouco trituradas.
Bata o ovo.
Passe o frango no ovo, depois no pão ralado e disponha num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Leve ao forno cerca de 25 minutos ou até estarem cozinhados e o pão ralado dourado.
  
Para o molho agridoce:
1 colher de sopa de mel
3 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto
1/2 malagueta vermelha
Juntar o mel e o vinagre e emulsionar.
Juntar a malagueta partida e mexer.
Para o molho de iogurte:
3 colheres de sopa de iogurte grego
cebolinho picado
sal e pimenta qb
Bater o iogurte e juntar as ervas e tempero.
Bom apetite!

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Espécie de tiramissu com espuma de ginja e licor cassis


Esta sobremesa serviu para duas experiências. A primeira foi para usar os palitos de la reine mousse d`or da Du Bois de La roche num tiramissu. A segunda foi para experimentar o sifão.
Os palitos são mais macios que os que usava habitualmente. E digo usava, porque fiquei rendida a estes. Macios, fofos e sem aquela camada exagerada de açúcar granulado. Parecem caseiros e o resultado é muito mais saboroso. O único cuidado é que demolham muito mais rápidamente.
O sifão, esse tem sido uma aventura. Ora sai bem, ora sai asneira. Esta ficou aceitável. O creme do tiramissu muito leve e saboroso.Já a de ginja a textura...uma desgraça, embora o sabor esteja bom.

Ingredientes:
250g de queijo mascarpone
1 embalagem de palitos la reine mousse d`or da Dubois de la Roche
10 expressos
1 shot de aguardente velha
4 gemas
100g de açúcar em pó
cacau em pó

Para a espuma de ginja:
100g de cereja em calda descaroçada
1 colher de sopa de licor de cassis
2 colheres de sopa de licor de cassis
2 colheres de sopa de açúcar em pó

Batas as gemas com o restante açúcar até obter creme.
Junte o queijo e mexa.
Passe no coador e coloque no sifão.
Com o sifão virado para baixo coloque uma carga. Mexa e reserve no frio.
Junte 20g de açúcar ao café e à aguardente e mexa.
Demolhe os palitos e coloque num aro.
Por cima coloque o creme/mousse mascarpone.
Polvilhe com cacau.

Para a espuma:
Coloque os ingredientes num robot de cozinha, triture.
Passe no coador e coloque no sifão.
Use uma carga.
Sirva junto com o tiramissu.
Bom apetite!




segunda-feira, 21 de abril de 2014

Gamba em cestas filo


 Esta foi a entrada de Páscoa. Diferente, fresca e cheia de sabor. E bonita, não acham?!

Ingredientes: (para 4 cestas)
4 folhas de massa filo
12 gambas (calibre 20/30) cozidas e descascadas
gotas de limão
gotas de molho soja
gotas de molho inglês
150g de queijo ricota
sal e pimenta qb
gostas de tabasco
cebolinho
manteiga

Corte cada uma das folhas em quatro.
 Pincele com manteiga derretida e sobreponha-as alternadamente.
Coloque em formas de queques, devidamente untadas.
Leve a forno pré-aquecido a 190º e deixe que cozam e fiquem ligeiramente douradas.
Retire e deixe arrefecer.
Parta as gambas em pedaços pequenos (cerca de 1 cm)
Envolva no queijo.
Tempere, a gosto, com os restantes ingredientes.
Finalize com cebolinho picado e ovas de arenque.
Bom apetite!



quinta-feira, 17 de abril de 2014

Pasta à bulhão pato


Continuamos nas pastas. Práticas, saborosas e versáteis.
Prato confecionado em 15 minutos, com igredientes simples, mas que tornam uma refeição do dia a dia num momento para disfrutar com alegria.

Ingredientes:
1 saco de ameijoa branca
250g de spaguetoni fresco
4 colheres de sopa de azeite
3  dentes de alho
1/2 limão
1/4 de copo de vinho branco
sal e pimenta qb
coentros ou salsa fresca

Lave as ameijoas de todas as areias.
Num tacho coloque o alho esmagado e o azeite e deixe aquecer.
Junte a ameijoa, tempre com um pouco de sal, pimenta, mexa e deixe levantar fervura.
Refresque com um pouco de sumo de limão e vinho.
Mexa a ameijoa e deixe abrir e cozinhar.
Retire do lume e acrescente uma mão cheia de coentros.
Coloque a massa a cozer consoante informação da embalagem.
Entretanto, retire as ameijoas da casca. Reserve algumas na casca para decorar o prato.
Escorre a massa e envolva-a no molho bulhão pato.
Junte o miolo de ameijoa.
Sirva decorado com coentros, as ameijoas na casca e finalize com molho por cima.
Bom apetite!






terça-feira, 15 de abril de 2014

Pesto com iogurte grego e pasta fresca



Fácil, rápida e nutritiva!
Este prato demora 10 minutos a fazer. Acompanhado de um rosé fresco, calha mesmo bem nestes dias mais solarengos.

Ingredientes:
Folhas de manjericão fresco (umas 15 grandes)
50g de pinhão
30g de queijo parmesão
2 colheres de sopa de azeite
1 dente de alho
3 colheres se sopa de iogurte grego natural
200g de tagliatelle fresco
sal e pimenta

Numa sertã quente dourar os pinhões.
Rale o queijo.
Num almofariz coloque os pinhões (reserve alguns inteiros para terminar o pratos).
Junte o queijo, o manjericão e o alho.
Triture.
Acrescente o azeite e vá mexendo até obter uma papa.
Acrescente o iogurte e envolva muito bem.
Tempere com sal e pimenta.
Coza a massa conforme a indicação da embalagem. No final passe por água fria para parar a cozedura da massa.
Escorra a massa e envolva o molho.
Enfeite com pinhões, folhas de manjericão e raspas de queijo parmesão.
Bom apetite!
Dica: Se o molho ficar grosso pode juntar uma colher de sopa da água de cozedura da massa.
Sugiro para acompanhar um Terras do Minho da Quinta da Lixa


segunda-feira, 14 de abril de 2014

Arroz de amendoim e cebolinho

Este arroz é ótimo para acompanhar um bom caril ou uma moqueca por exemplo.
É uma receita simples (vá, para não reclamarem que faço receitas complicadas!), mas que resulta num acompanhamento interessante. E assim fogem ao habitual arroz branco!

Ingredientes:
1 chávena de arroz agulha
2 chávenas de água fervente
1/2 chávena de amendoim torrado (sem sal)
sal
pimenta
2 colheres de sopa de óleo de amendoim
raspa de limão
cebolinho fresco

Triture o amendoim grosseiramente.
Aqueça o óleo.
Junte o arroz, metade do amendoim triturado e deixe fritar ligeiramente.
Junte a água, tempere com sal e pimenta.
Deixe ferver. Baixe o lume e deixe cozer conforme indicação da embalagem.
Depois de cozido e na hora de servir acrescente a raspa de limão, o restante amendoim e o cebolinho picado.
Bom apetite!


domingo, 13 de abril de 2014

No Você na TV

Desde já, peço desculpa pelo número reduzido de receitas que tenho publicado. Na verdade, estive uns dias por Lisboa a convite do Você na TV. Aproveitei para ir até ao Peixe em Lisboa e ainda consegui almoçar no Cantinho do Avilez. (destes falarei mais tarde noutro post)
Para já, o programa. Fui desafiada para ir cozinhar. Aceitei e na hora soube que prato tinha que ir fazer: as migas de tomate. Preferia ter feito um pudim abade de priscos, ou um bacalhau, mas mais nenhum prato me fazia mais sentido apresentar.
Obviamente, faço o prato cá em casa e não é sequer um prato dificil, mas cozinhar em direto "aquele" prato foi coisa para me dar algumas dores de barriga.
A verdade é que até nem correu mal, e a Cristina e o Manel gostaram muito.
Algumas pessoas tem-me perguntado o porquê da risota em torno do lombinho... pois, não era lombinho era um naco de lombo de porco! Nada que não se dê a volta!
Obrigada a todos que no programa me receberam muito bem e me trataram com muito carinho!
Deixo-vos o video e algumas fotos!
http://www.tvi.iol.pt/programa/voce-na-tv/2015/videos/128760/video/14122544/1





quarta-feira, 9 de abril de 2014

Caril de frango em pão pita


O sol aparece e dá-me vontade de pegar numa cerveja bem gelada e comer qualquer coisa à mão.
Caril picante e cerveja gelada é daquelas combinações que me deixa feliz.
Caril em pão pita é a sugestão que vos deixo para fugirem às sandes de atum do costume.

Ingredientes:
2 peitos grandes de frango
2 grãos de cardamomo
1 cravinho
1 filamento de açafrão
1 colher de café de sementes de cominhos
1 colher de café de sementes de funcho
1 malagueta vermelha
2 cebolas médias
1 tomate pequeno maduro
1 dente de alho
1 lata de leite de coco
3 colheres de sopa de azeite
2 folhas de lima kaffir
1 lima
Sal e pimenta q.b.
Pão pita

Parta o frango em pedaços, tempere com sal e um pouco de pimenta moida na hora.
Abra os grãos de cardamomo e coloque as sementes e as restantes sementes no almofariz e triture.
Junte-as às outras especiarias (à exceção do açafrão) e leve ao lume num tacho. Este processo liberta os óleos das especiarias avivando-lhes o sabor. Assim que começar a libertar o aroma retire do fogo e reserve à parte.
Coloque a cebola e o alho num robot e pique até fazer uma papa.
Num tacho, coloque a cebola. o alho, meia malagueta picada e azeite. Aqueça  até a cebola ficar translúcida.
Junte o leite de coco, as folhas de lima e deixe ferver.
Junte o tomate e mexa.
Desfaça o açafrão em meia chávena de água e junte ao tacho.
Acrescente as especiarias e deixe ferver. 
Junte o frango e  envolva.
Assim que ferver, baixe para lume brando de forma a ir engrossando o molho e cozer o frango lentamente.
Assim que estiver cozinhado junte raspa de lima e umas gotas de sumo.
Retire as folhas de lima.
Salpique com coentros ou hortelã fresca e um pouco de malagueta picada.
Aqueça o pão pita conforme as indicações da embalagem.
Sirva o caril dentro do pão pita.
Bom apetite!
PS- Todas as especiarias tal como a lima kafir encontram em qualquer bom supermercado. Eu comprei tudo no Supercor.

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Bolo humido de chocolate com framboesas

Sabem aqueles dias que vamos às compras e há ingredientes que nos chamam?! Foi o que aconteceu com estas framboesas. Olhei para elas e trouxe-as sem saber bem o que lhes ia fazer. Algo me haveria de ocorrer. E ocorreu esta combinação clássica de framboesas e chocolate. Deliciosa!

Ingredientes:
130g de manteiga sem sal
200g de chocolate culinária
70g de farinha com fermento
4 ovos
25g de amido de milho
140g de açúcar
framboesas frescas
2dl de natas
15g de açúcar amarelo
1 lima

Monte as natas com o açúcar amarelo e umas gotas da lima.
Reserve no frio.
Em banho maria (ou no microondas) leve a manteiga a derreter com o chocolate.
Peneire as farinhas para uma taça, junte os ovos, o açúcar e bata.
Junte o chocolate e envolva.
Unte uma forma sem buraco e coloque a massa.
Leve a forno pré aquecido a 180º, cerca de 20 minutos. A massa ganhará uma crosta exterior e ficará húmida por dentro.
Deixe arrefecer e desenforme.
Depois de fria coloque as natas por cima e decore com as framboesas.
Se gostar junte raspa de chocolate e umas raspas de lima.
Bom apetite!


quarta-feira, 2 de abril de 2014

Creme de ervilhas com crumbe de linguiça


E como o tempo teima em estar cinzento, os cremes quentes continuam a ser um aconchego.
Rápido e de fácil preparação serve perfeitamente como jantar. Para amantes de ervilhas!

Ingredientes:
800g de ervilhas congeladas
água
1 ovo por pessoa
2 linguiças
1 cebola
1 dente de alho
40g de azeite
coentros frescos
1dl de natas
sal e pimenta qb

Faça um refogado com a cebola picada, o alho e o azeite.
Junte as ervilhas, tempere com sal e pimenta e cubra com água quente.
Deixe cozer cerca de 20/30 minutos.
Junte uma mão cheia de coentros e triture as ervilhas até obter um creme.
Junte as natas e retifique os temperos.
Entretanto, retite a pele das linguiças, pique-as e leve a lume forte a saltear.
Sirva o creme com um ovo escalfado e com o crumble de linguiça.
Bom apetite!

terça-feira, 1 de abril de 2014

Mousse de queijo e biscoitos de cacau

Quando a Du Bois de la Roche me enviou o cabaz, olhei para as bolachas de cacau com pepitas de chocolate e percebi que tinha que as usar numa mousse.
Pensei e no domingo saiu uma deliciosa sobremesa. Rápida, prática e diferente. O travo do cacau equilibra o doce do leite condensado e fica, de facto, uma sobremesa interessante.

Ingredientes:
250g de biscoitos de cacau e pepitas de chocolate Du Bois de la Roche
1 lata de leite condensado
1 embalagem de queijo creme
1 lima (sumo e raspa)
2dl de natas

Monte as natas. Reserve.
Triture as bolachas. Reserve.
Bata o leite condensado com o queijo creme.
Junte umas gotas de lima, acrescente a bolacha triturada e mexa. Reserve um pouco da bolacha para polvilhar a mousse no final.
Junte as natas, a raspa da lima e envolva delicadamente.
Distribua em taças individuais e leve ao frio, no mínimo, 3 horas.
Na hora de servir polvilhe com bolacha triturada.
Bom apetite!


Parceria Du Bois de la Roche

Muito bom dia (com este tempo é mais um eufemismo)!
É com imensa honra que vos comunico a primeira parceria do blog.
Há um produto da  Du Bois de la Roche que me remete lá bem atrás no tempo: os palmiers. Lembro-me de, em miúda, ir mordiscando a parte açucarada de fora  ao longo do biscoito, coisa típica dos gulosos!
A marca fez o favor de me enviar um belíssimo cabaz com produtos ótimos.
Usei os biscoitos de cacau com pepitas de chocolate para a primeira receita e só vos digo: uma tentação!
Os palmiers, esses, continuam iguais à minha memória e não resisti a mordiscar a parte de fora!