segunda-feira, 26 de maio de 2014

Maio light- Frango com tomate e sultanas


Frango é sem dúvida das carnes que mais consumo. A sugestão é um peito de frango feito no forno com tomate fresco, ervas e sultanas.
Faz-se num instante e fica delicioso.

Ingredientes:
1 peito de frango pp
2 tomates rama maduros
1 chalota
1 dente de alho
sal, pimenta qb
rebentos de bróculos
tomilho limão fresco
salsa fresca
pinhões
3 colheres de sopa de sultanas
1/2 copo de vinho  Alvarinho Trajadura da Quinta da Lixa
 Azeite qb

Abra o peito em forma de borboleta.
Tempere com sal, pimenta, alho, sumo limãoe regue com uma colher de sobremesa de azeite.
Leve a forno pré-aquecido a 180º.
Retire as graínhas do tomate e parta em cubos e coloque numa taça.
Pique a chalote e junte ao tomate.
Parta grosseiramente salsa e junte.
Tempre com sal, pimenta, azeite e uma colher de sopa de vinho.
Passados 15 minutos de colocar o frango, retire coloque o preparado do tomate por cima.
Leve ao forno cerca de 10/15 minutos.
Entretanto leve as sultanas ao lume com o vinho e deixe levantar fervura. Retire e reserve.
Leve os pinhões ao lume numa sertã para libertar aroma. Reserve.
Retire o frango e deixe descansar 5 minutos.
Junte os rebentos de bróculos, as sultanas, os pinhões e o tomilho limão.
Regue com um pouco de azeite e sirva.
Bom apetite!


quarta-feira, 21 de maio de 2014

Nem amarrada a um tronco!

Estas duas receitas nasceram de raros momentos de inspiração. E digo raros porque nunca fui aquelas coisas a inventar bolos. Raramente a coisa corria bem. Estes saíram de tal forma bem,  com sabores tão equilibrados e tão surpreendentes que do nada dei comigo a receber encomendas! E pronto, agora vendo estas duas delícias para alegrar mesas ao fim de semana.
Tenho recebido muitos pedidos das receitas, mas nem sob tortura eu dou.
A receita da primeira, a Tarte de Limão e Segredo, está prometida  à Teleculinária, para divulgar numa próxima visita. A segunda, essa nem amarrada a um tronco dou a receita.
Apresento-vos as minhas mais recentes "crias" de que (muito) me orgulho! Ah e não adianta tentar replicar, jamais (vá, ou muito, muito, muito dificilmente) chegarão lá!
E vocês, existe alguma receita que também  guardem a 7 chaves?

terça-feira, 20 de maio de 2014

Rolinhos de verão com abacaxi grelhado


Serve como entrada, como um prato leve, ou como bem vos apetecer. Afinal, isto de comer é como mais agradar a cada um.

Ingredientes: (faz cerca de 12 rolinhos)
8 folhas de massa filo
1 peito de frango grande
1 cenoura grande
1 cebola
1/2 courgete
Alho francês (parte branca)
12 ervilhas de quebrar
azeite
sal e pimenta
2 fatias de abacaxi fresco pp
1 dente de alho
Vaqueiro liquida para barrar

Coza ou grelhe o peito de frango. Tempere com sal e pimenta.
Coloque os legumes num robot de cozinha e triture-os grosseiramente.
Pique o peite de frango no robot.
Pré-aqueça o forno a 180º.
Coloque azeite ao lume e quando estiver bem quente junte os legumes para saltear ligeiramente.
Acrescente o frango e envolva. Retifique temperos.
Coloque 4 folhas de massa filo barrando vaqueiro liquida entre elas.
Corte a massa ao meio (horizontalmente), e depois em 3 (verticalmente). Deverá ficar com 6 quadrados de massa.
Coloque o recheio no meio de cada um dos quadrados.
Feche a massa e coloque num tabuleiro forrada com papel vegetal.
Leve ao forno até a massa estar douradinha.
Sirva com molho a gosto e com abacaxi grelhado.
Bom apetite!



sábado, 17 de maio de 2014

O meu primeiro tagliatelle


Esta foi a primeira vez que fiz tagliatelle. Tinha comprado a máquina e andava cheia de vontade de a experimentar. Modéstia à parte, ficou ótimo. A pasta foi feita da forma tradicional, ovos e farinha, amassa, repousa e estica.
Um molho de tomate e legumes com umas almondegas remataram o prato.

 Ingredientes:
300g de farinha sem fermento
3 ovos
Almondegas caseiras
5 tomates rama maduros
1 cebola
1 courgete
azeitonas recheadas com anchovas
manjericão
1/4 de copo de vinho branco seco
azeite
sal e pimenta qb
queijo pecorino para polvilhar

Coloque a farinha numa taça larga, fala um buraco no meio e coloque os ovos. Amasse à mão.
Envolva em pelicula e deixe repousar.
Pique a cebola finamente e leve ao lume com azeite.
Assim que ficar translucida junte os tomates, sem sementes, devidamente pelados e picados.
Assim que levantur fervura, junte sal, pimenta, o vinho e deixe evaporar o alcool.
Baixe o lume, junte as almondegas e deixe cozinhar a carne e engrossar o molho.
Entretanto passe a massa na máquina para a trabalhar. Por fim faça o tagliatelle. Polvilhe com farinha e deixe secar um pouco.
Coza em água a ferver e temperada de sal. Demorará entre 3a 4 minutos a cozer.
Junte as azeitonas ao molho,
Sirva com a pasta fresca polvilhado com queijo pecorino e manjericão.
Bom apetite!



quarta-feira, 14 de maio de 2014

Bolo dois chocolates e chantili de manjericão

Esta foi a receita que elaborei com o kit que a Vaqueiro me enviou a propósito do World Baking Day.
Foi a primeira vez que usei a vaqueiro liquida em bolos. Gostei do resultado.
Na realidade são dois bolos. O de chocolate ( inspirado no desgraçadamente bom) e outro inspirado neste mas feito com chocolate branco.

Ingredientes: (para o bolo de chocolate)
 375g de chocolate culinária Pantagruel
125g de vaqueiro liquida
1 chávena de açúcar Moreno
1/4 de chávena de farinha com fermento para bolos da Nacional
1 chávena de amêndoa finamente ralada
2 colheres de sopa de leite
5 ovos

Pré-aquecer o forno a 170º.
Derreter em banho maria a manteiga com o chocolate.
Retirar do lume, juntar o açúcar mascavado e mexer bem.
Juntar a amêndoa e mexer.
Acrescentar a farinha e o leite e mexer bem.
Juntar o ovos e voltar a mexer muito bem.
Forrar uma forma sem buraco com papel vegetal. Cubra o fundo e o aro à volta com papel. Para ajudar o papel a aderir barre a forma com um pouco de manteiga e assim o papel colará facilmente.
Coloque o preparado na forma e cubra com papel de aluminio.
Leve ao forno cerca de 40 minutos.
Retire deixe arrefecer um pouco e leve ao frio no mínimo umas duas horas.


Para o bolo de chocolate branco:
375g de chocolate branco de culinária Pantagruel
1 dl de natas
1 vagem de baunilha
1 chávena  de chávena de açúcar Moreno
1/4 de farinha com fermento para bolos da Nacional
 1 chávena de amêndoa finamente ralada
2 colheres de sopa de leite
5 ovos
2 colheres de sopa de corante alimentar vermelho

Aqueça as natas com as sementes da baunilha.
Coloque o chocolate em banho maria e junte as natas aquecidas. Derreta o chocolate tendo o cuidado de não deixar passar 41º. Se começar a aquecer retire do lume enquanto mexe com as varas.
 Retirar do lume, juntar o açúcar moreno e mexer bem.
Juntar a amêndoa e mexer.
Acrescentar a farinha e o leite e mexer bem.
Juntar o ovos e voltar a mexer muito bem.
Adicionar o corante e envolver bem a massa.
Forrar uma forma sem buraco com papel vegetal. Cubra o fundo e o aro à volta com papel. Para ajudar o papel a aderir barre a forma com um pouco de manteiga e assim o papel colará facilmente.
Coloque o preparado na forma e cubra com papel de aluminio.
Leve ao forno cerca de 40 minutos.
Retire deixe arrefecer um pouco e leve ao frio no minimo umas duas horas.

Para o chantili de manjericão:
2 dl de natas
uma chávena de folhas de manjericão
30g de açúcar em pó
1 colher de café de corante alimentar verde

Triturar o manjericão até obter pasta.
Juntar as natas, o corante, o açúcar e mexer.
Colocar no sifão. ( se não tiver sifão bata as natas ate ficarem firmes, junte o manjericão , o açúcar e o corante. Coloque num saco de pasteleiro e leve ao frio até à hora de montar o bolo.

Coloque num prato o bolo de chocolate branco, por cima o chantili e por fim o bolo de chocolate.
Bom apetite!


segunda-feira, 12 de maio de 2014

Tasca da Esquina em Lisboa

Na passada quinta feira, dia 8, na deslocação que fiz a Lisboa para ir cozinhar à Teleculinária, aproveitei e fui a alguns restaurantes que queria visitar. Entre eles a Tasca da Esquina, sem dúvida o melhor dos 3 que a fui nesta ida à capital.
O espaço é acolhedor, moderno, mas despretensioso. Entramos e deparamo-nos com um balcão. Ao fundo o chefe Hugo Nascimento a comandar magistralmente as suas "tropas".
Casa que serve petiscos, mas também tem menus de degustação, nos quais nos deixamos "na mão do chefe".
Pedimos o menu de degustação de 5 pratos e assim começou a sinfonia de sabores.
De entrada "Abóbora, laranja e coentros", que parvamente não fotografei. Básicamente é um creme de abóbora bem aveludado onde inesperadamente somos brindados com bocados de laranja fresca! Surprendente, no mínimo. Em conjunto com o creme é servida uma "Terrina de codorniz com compota de mirtilho e framboesa". Não sou amante de codorniz (aliás, comer passarinhos faz-me alguma confusão), mas a terrina estava saborosa e o toque dos frutos vermelhos equilibravam o prato.


 Seguiu-se "O nosso Braz". Este prato foi o que menos me agradou. A batata estava, efetivamente, muito boa e estaladiça. Mas, para o meu gosto o braz tinha demasiada cebola, tornado-o demasiado doce.
Prato de peixe. Para mim o herói da noite. "Espadarte, nabo e amendoim". O espadarte derretia-se na boca de tão magistralmente cozinhado. Um puré de nabo macio e saboroso. E o amendoim transformado numa especie de farofa que conferia um crocante delicioso ao prato. Harmonioso e perfeitamente equilibrado. (Este vou tentar replicar!)
Segue-se o prato de carne, "Rabo de boi, feijão mungo". O rabo de boi quando bem cozinhado torna-se tenro. Este além de saboroso estava, de facto, muito macio. Um molho espesso mas de sabor delicado cobria a carne, sem no entanto, mascarar o sabor da mesma. Gostei muito, muito.
Sobremesa, pedi farófias e o que se destaca logo é a apresentação. Uma sobremesa tão tradicional, contudo servida de forma curiosa dentro de um frasco. Cozinhadas na perfeição, muito leves e frescas.
Creme queimado, um creme denso mas cremoso. Gosto dos cremes assim, sem ser aguados, donde se tiram belas colheradas.
Em jeito de conclusão, gostei muito, preço ajustado à qualidade da refeição e do serviço, eficiente e simpático.
Os pratos bonitos e apelativos, mas especialmente saborosos.
Carta de vinhos não muito extensa, mas com variedade suficiente e preços adequados à casa. Servem, igualmente, vinho a copo.
Portanto, se quiserem boa comida, passar um tempo agradavél e conhecer uma boa cozinha cheia de talento e sabor aproveitem e passem na Tasca da Esquina.

sábado, 10 de maio de 2014

A aventura na Teleculinária

A convite da Teleculinária, fui na passada sexta feira cozinhar um prato na cozinha-estúdio da revista.
Quando recebi o inesperado convite, confesso que tive que ler o e-mail várias vezes para perceber se era mesmo verdade. Eu, na Teleculinária?! Eu, mesmo?! Lá respirei fundo e aceitei o convite. E fui. E adorei!
Fui tão bem recebida que passados 5 minutos já me sentia em casa. De Hernâni Gonçalves, diretor desta e das restantes revistas de culinária do grupo (são 10 revistas no total!), à equipa de produção e de fotografia, até um dos chefes residentes António Amorim, que tive o gosto de conhecer, fui tratada por todos com muito profissionalismo. Acima de tudo fui recebida com muito carinho! Adorei a experiência. Cozinhei sem pressões, sem tempos contados e com a incansável ajuda de toda a equipa.
Deu para perceber a azáfama que vai naquela cozinha! O chefe, ali a dois passos, confecionava prato atrás de prato. Eu só pensava "deve beber muito red bull, tal é a velocidade com que faz os pratos e emprata". E quando provei? Estavam deliciosos e lindos! Ali trabalha-se a sério! 
A minha receita sairá em Julho, mas depois aviso o nº da revista e a data ao certo.
Mais uma vez, agradeço o convite e a bela manhã que me proporcionaram. Obrigada, Teleculinária!
Não posso deixar passar um agradecimento à Margarida Araújo, com quem tratei da parceria da Blog In e que também tive o gosto de conhecer.
Fica o registo fotográfico com o diretor, Hernâni Gonçalves, e com a Paula, da equipa que me recebeu. (Falta o Gil e a Manuela, mas esses, mesmo tendo fugido da foto, não serão esquecidos!)





quinta-feira, 8 de maio de 2014

Salada fresca com tártaro de salmão




Ingredientes:
1 lombo de salmão fresco (sem pele e espinhas)
6 morangos grandes
1 laranja
Sumo de ½ limão
Cebolinho fresco
1 colher de sobremesa de sementes de sésamo
Rúcula e alface
Nozes
Sal e pimenta qb
1 colher de sopa de azeite

Prepare o tártaro picando o peixe.
Tempere-o com o sumo de limão, sal e pimenta. Reserve*.
Prepare os vegetais e disponha-os num prato. Tempere com sal sumo de limão e azeite.
Parta a fruta a gosto e coloque por cima.
Coloque o tártaro por cima acrescente as sementes de sésamo e o cebolinho picado.
Junte as nozes picadas grosseiramente.
Bom apetite!

*Dica: O tártaro não deve ficar com o sumo de limão mais do que o tempo da preparação da salada. O ácido do limão vai cozendo o salmão, se ficar muito tempo destrói a textura e qualidade do peixe. Se quiser, pode preparar o peixe reservar no frio e temperar apenas na hora de servir.


terça-feira, 6 de maio de 2014

Maio light # 5 Camarão picante com endivias grelhadas



Este é muito bom para jantar, já que não tem hidratos. Se não gostarem de camarão podem fazer com um peixe grelhado, por exemplo. Mais uma sugestão que se faz em 15 minutos!

Ingredientes:
8 camarões 20/30 por pessoa.
4 endivias por pessoa
1 colher chá de sambal (se não gostarem de picante temperem com sal e pimenta)
Sumo de meio limão
sal qb
1 colher de chá de azeite

Junte o sambal, o azeite, sal e o sumo de limão e misture.
Envolva os camarões (descascados) na marinada e deixe ganhar gosto.
Enquanto, parta as endivias longitudinalmente.
Coloque as endivias com a parte cortada num grelhador quente e coloque o camarão a grelhar num canto.
Depois de grelhado retire o camarão e reserve.
Retire as endivias e tempere com vinagreta.
Sirva com o camarão, queijo mozarela light e com rebentos de manjericão.

Para a vinagreta:
sumo de 1/2 laranja
sumo de 1/2 tangera
sumo de 1/2 limão
6 colheres de sopa de azeite
sal e pimenta qb
manjericão triturado
Emulsione e regue por cima da salada.
Bom apetite!





segunda-feira, 5 de maio de 2014

Maio light # 4 Mousse de manga e hortelã



Porque não consigo resistir a um doce. Porque adoro fazer doces. E porque um mês sem um doce é uma penitência cruel, aqui fica algo saboroso e pouco calórico.

Ingredientes:
4 mangas bem maduras
3 folhas de gelatina
2 iogurtes gregos sem açúcar
folhas de hortelã

Hidratar a gelatina em água fria.
Descascar 3 mangas e triturar até obter polpa.
Juntar os iogurtes e bater.
Levar a gelatina  ao microondas para dissolver (muito cuidado com o tempo, não mais que 10 segundos).
Juntar ao preparado e misturar.
Picar hortelã.
Descascar e partir em pedaços a restante manga.
Juntar à mousse e envolver.
Levar ao frio.
Bom apetite!



domingo, 4 de maio de 2014

Maio light # 3 Sandwich de abacate e frango com chips de batata doce


 Ainda, está tudo firme na dieta? Então, cá vai mais uma receita. Esta sandwich serve perfeitamente como um almoço leve. Podem, em vez dos chips, acompanhar com uma salada de rúcula, por exemplo.
Vamos lá ficar todas magrinhas e acabar com a celulite!

Ingredientes:
frango grelhado desfiado (peito de preferência, pode usar aproveitamentos de frango)
1 abacate
5 tomates cereja
1/4 cebola rocha
sumo de 1/4 de lima
1 colher de sobremesa de tahini ( se não tiverem, podem colocar uma colher de sopa de azeite extra-virgem)
1 batata doce média
1 raminho de tomilho
1 colher de café de salsa seca
coentros frescos
1 queijo fresco light
Pão fatiado (cereais, integral , mafra)

Descasque a batata doce e parta-a finamente.
Disponha-as num tabuleiro e coloque o tomilho por cima.
Leve ao forno a 200º por 20 minutos. Vire e deixe mais 15 minutos.
Entretanto, monte a sandwich.
Torne o abacate em pasta com a ajuda de um garfo.
Junte a cebola e o tamte finamente picado
Junte o sumo da lima e o tahini.
Junte coentros a gosto.
Misture tudo e junte o frango.
Leve o pãoa  torrar ligeiramente e coloque a pasta numa fatia.
Por cima coloque queijo fresco fatiado e a outra fatia.
Sirva com os chips de batata doce polvilhados com salsa seca.
Bom apetite!




sábado, 3 de maio de 2014

Maio light # 2 Salmão, espargos, espinafres e couscous? Porque não?!



Mais uma sugestão leve, nutritiva e saborosa. Com vantagem que rende bastante e, ainda, se pode levar para o trabalho no dia seguinte. Come-se tão bem quente, como fria. Faz-se num instantinho que é coisa que toda a gente quer.

Ingredientes:
2 lombos (ou postas) de salmão
150g de couscous
150g de água
6 pontas de espargos verdes
Uma mão cheia de espinafres frescos
sal, pimenta qb
1 colher de café de cominhos
Raspa de 1 laranja
Raspa de 1 lima
Sumo da lima
Coentros


Escaldar os espinafres uns segundos em água quente e reservar em água fria.
Escaldar os espargos e reservar em água fria.
Numa taça coloque os couscous, uma pitada de sal e a água a ferver.
Tape e deixe repousar cerca de 5 minutos, ou até a água ter sido totalmente absorvida.
Entretanto, tempere o salmão com sal, pimenta e o sumo da lima.
Coloque a grelhar sem gordura.
Depois de grelhado reserve.
Tempere os couscous com a raspa de lima e laranja.
Acrescente os cominhos e os coentros grosseiramente picados.
Acrescente o salmão lascado.
Termine juntando os espargos e os espinafres.
Envolva delicadamente.
Regue com uma colher de sobremesa de azeite de boa qualidade.
Bom apetite!


quinta-feira, 1 de maio de 2014

Maio- Mês light - peito de frango com salada de bulgur


Tenho recebido pedidos de receitas leves. Básicamente, está aí a época do biquini e está tudo mais virado para as alfaces. No entanto, fazer uma alimentação saudável não tem que ser sinónimo de comida aborrecida e sem sabor. Assim, decidi que o mês de Maio vai ser dedicado a uma alimentação leve e saudável. Irei optar por alguns ingredientes não muito usuais na cozinha portuguesa, mas que são, além de pouco calóricos, muito versáteis.
Se tiverem dúvidas, por favor, digam. Espero que se inspirem.
Tenham em atenção que não sou nutricionista nem nada parecido. Portanto, isto continua a ser um blogue de receitas, nada mais do que isso.

Ingredientes:
1 peito de frango pp
1 chávena de chá de bulgur (encontra-se à venda em qualquer bom supermercado, ou em ervanárias)
1/2 couve flor
1 beringela
tomates cereja
1 colher de sopa de pó garam masala (mistura de especiarias à venda no supercor, por exemplo)
coentros
hortelã
1 pimento vermelho
1 colher de sopa de azeite
sal e pimenta qb
1 limão

Tempere o frango com sumo de limão e garam masala. (se não gostar, ou não tiver, pode temperar com especiarias a seu gosto. Não coloque é muito sal que causa retenção de líquidos. Com garam masala nem uso sal!)
Numa assadeira coloque o frango, a beringela às rodelas grossas, raminhos da couve flor, e os tomates.
Tempere os legumes com sal e pimenta e com um fio de azeite.
Num canto da assadeira coloque o pimento inteiro, sem tempero.
Leve ao forno até o frango estar cozinhado.
Entretanto coza o bulgur conforme indicação da embalagem.
Depois de cozinhado deixe arrefecer.
Pique parte dos legumes assados e junte ao bulgur.
Junte coentros e hortelã picada.
Se gostar ( e a dieta não for muito rígida) junte um pouco de queijo feta. Se não quiser o queijo, retifique o tempero do bulgur juntando-lhe um pouco de sal.
Sirva com o frango e os restantes legumes assados.
Bom apetite!
(Informação adicional: 100g de bulgur cozido tem cerca de 83 calorias. 100g de peito de frango assado tem cerca de 200 calorias.)